21
Nov

Ela acha que o futuro governo vai fazer reformas estruturais para sanear o sistema financeiro, aprofundar a tão falada reforma trabalhista, para tentar aumentar a competitividade e, quem sabe, tirar a Espanha da lanterna, e apresentar um plano de austeridade para eliminar gastos supérfluos da administração pública. Também deve aprovar uma lei orçamentária e anunciar privatizações, segundo previsão da professora.
A sintonia com a União Europeia será fina, na opinião dela. Correspondentes estrangeiros ouvidos pelo “El País” acham que “ganhe quem ganhar, quem governará será Merkel”. É esperar para ver.

A alternância de partidos no poder é bem-vinda. Tem que haver mudanças. É preciso recuperar a confiança internacional e dos espanhóis. Tenho esperança. Vai demorar um tempo para a Espanha sair da crise, mas pode sair, se fizer reformas. O futuro governo tem capacidade política e técnica para isso – afirma Arantza.

A gente também torce pela Espanha.

Ler mais em O Globo

Comments

No comments yet.

Leave a Comment

*